Life…

Imaginem por um segundo terem uma varinha mágica, como seria a vossa vida?

Eu viveria certamente longe de Lisboa com o Luis e o Frimousse mais para os lados do meco sem ninguém a volta, numa casa de madeira igual as americanas, com um alpendre e tudo, frente ao mar, tranquila passaria os dias no meu atelier criando e experimentando novas técnicas, ia beber café ao bar da aldeia onde toda a gente me conhecia, ia ao mercado comprar peixe ainda a saltitar, legumes e frutas biológicos, voltava de bicicleta para casa, o Luis acendia a lareira e recomeçava a criar, ao fim de semana tinhamos a casa cheia de amigos barulhentos e divertidos, e passávamos a semana os dois enroscados, apaixonados, partilhando e fazendo longas caminhadas ao pôr do sol, dancando a nossa música ao som das ondas, vinha “a cidade” o menos possível por precisar de silêncio e andava de avião de 10 em 10 anos! Wake up…Acorda já estou a ouvir: a vida não é nada disso parece a casinha na pradaria, com a família Ingalls. 

No fundo o que eu quero profundamente é uma vida calma, preenchida, sem pressões, sem raivas desnecessárias, sem objectivos desgastantes mas… até agora fiz exatamente o contrário e sinto me por isso completamente destabilizada. Será que fiz bem em parar os tratamentos? O que faço agora que tomei a decisão de deixar de lutar? Oiço muito falar do “let go”, deixar correr, mas é muito inquietante deixar o controle nas mãos de Deus. Será que ele não anda ocupado e ainda se esquece de mim? Sinto-me muito insegura perguntado-me se fiz bem, não seria melhor tomar o controle de novo da minha vida? Ao menos tenho a ilusão de… 
Mas é mesmo só uma ilusão porque a energia que tenho gasto ao longo destes anos a querer aquilo que eu achava que devia ter, o que o meu corpo tem suportado, a minha alma está cansada. Preciso de chegar a bom porto como dizemos em françês, desculpem certamente a má tradução, descansar e aproveitar sem medos do amanhá e das eventuais desgraças que possam vir a acontecer.
Nem que seja por isso sinto que estou no bom caminho.



Imagine for a second that you’ve got a magic wand? What would your life be?
I would live with my husband and my cat in a little town, in  an american wood house with the porch where we could watch the stars at nights, with a sea view where we would take long walks daydreaming and simply be happy, creating in my studio, going downtown where i knew everyone, buying from the local fisherman, having friends coming over the week-ends, sharing and laughing, being away from an airplane and big city, and…
Stop! Why? i’ve come to realize that i want a calm, quiet and profound life without unnecessaries worries and strugles(don’t we all want the same? )
My quest now is to stop trying to control and handed it to God. Wow! Written like that, it seems so easy especialy when i’ve been doing the oposite all over the years. 
So what i’ve been through lately is precisely that: wondering if God might forget me, i mean we are  so many! Got the pictures! it takes time like the 12 steps which i deeply believe, to simply trust and let go.

Share this Post

Comments

  1. Anónimo

    Ele nunca se esquece de nos. Lembra-me a historia dos passos nos deserto. Um dia um homem, cheio de problemas e cansado de lutar parou no desserto e disse a Jesus "Entao onde estava Tu enquanto da minha dor, da minha desgraça, onde estavas Tu? E Jesus respondeu "Estas a ver os passos na areia , sao os meus, sao os meus quando andava contigo ao colo".

    "Lacher-prise"(o desapego) é dificil porque nunca sabemos se isto quer dizezr nao lutar e esperar que as coisas acontecem. Na realidade isto nao é isso. LACHER-PRISE é justamente lutar ao maximo para conseguir o nosso objectivo, pôr todas as possibilidades do nosso lado, mas saber quando é altura de parar de lutar "contra a mare. É o momento quando podemos dizer "pronto, fiz todo o que era possivel para atingir o meu objectivo e se nao consegui é porque ha alguma coisa melhor que espera para mim ou este objectivo, ao final nao é justo, para mim".

    Desde que tenho este "filosofia" de vida sinto-me muito mais leve porque tudo o que acontece na minha vida tem uma finalidade e esta sempre certo.

    Sera que ao final isto chama-se "LA SAGESSE"?

    Beijinhos grandes

    Sylviane

  2. Unknown

    trust and let go…give it to God…doing exactly that over here too…and, as you say, much easier said than done…but trying every day just the same to believe that it is all really in His hands anyway…love you sister!

Leave a Comment