A tribute to motherwood…

There isn’t a single day that i don’t remember my beloved grand mother who left us more than 20 years ago. The pain has diminish of course but not the longing… 

My husband’s mother passed away and i cannot begin to imagine his pain. Here is a portuguese poem(sorry for those who don’t understand but it means the world to my husband as it was written by his mom)


Se me amas, não chores!

” Se conhecesses o mistério imenso
Do céu onde agora vivo
Este horizonte sem fim,
Esta luz, que tudo reveste e penetra,
Não chorarias se me amas!
Estou já absorvido, no encanto de Deus,
Na Sua beleza sem fim…
Lembra-te dos bons momentos


Que vivemos juntos
E verás que a saudade também é presença.
Quando estiveres triste, infeliz, chama-me
E Eu irei ajudar-te e consolar-te
E verás como é bom ter um amigo
do outro lado.
E quando chegar também a tua vez,
Não chorem os que ficam,
Porque não será um adeus,
Mas simplesmente um até à vista,
E Eu estarei lá para te receber…”

Share this Post

Comments

  1. Sylviane

    Quando perdemos a nossa mae ficamos descalços pois a gente imaginava , a gente imagina que os nossos pais sao imortais mas nao sao

    Pensar a dizer aos quais que amamos quanto os amamos

Leave a Comment